terça-feira, 31 de maio de 2011

CCZ Bebedouro - Animais mortos com chumbinho - canil municipal

Polícia Civil de Bebedouro investiga mortes de animais

A Polícia Civil de Bebedouro SP, por meio de sua 1ª Delegacia de Polícia Distrital, abriu na sexta-feira, dia 27 maio 2011, uma investigação formal para apurar a autoria e responsabilidade pela morte de dois animais que estavam sob efetiva custódia do Canil Municipal de Bebedouro, vinculado as instalações físicas do Setor de Zoonoses da Prefeitura Municipal. No dia 19 de março, foram encontrados no local um cão da raça “Pit Bull” e um gato mortos e com aparentes sintomas de envenenamento.
Exames realizados na UNESP em Jaboticabal e em Botucatu constataram que ambos teriam sido envenenados com chumbinho.
O Delegado de Polícia João Antonio Aparecido Panhoza, responsável pela investigação do caso, disse lamentar profundamente que fatos dessa natureza tenham ocorrido, justamente, num ambiente destinado a preservação da vida dos animais, mas afirma que já trabalha pelo menos um suspeito, cujo nome ainda não poderá ser divulgado para que não haja nenhum tipo de prejuízo as investigações.
A pena para os responsáveis por este crime pode chegar a 1 ano e 4 meses de detenção, além de serem responsabilizados civilmente.
http://www.jornaldebarretos.com.br/novo/2011/05/31779

José Franson - Quando é que os protetores de animais de todo Brasil vão acordar e exigir em uníssono o fechamento de todos os canis municipais CCZ em todo Brasil....

O fechamento de todos os canis de CCZ no Brasil é sonho de todo protetor. Os canis do CCZ por definição e filosofia foram criados para retirar os animais abandonados das ruas. Não é função deles proteger os animais. O que fazem com os animais? Assassinam para dar vaga a outros. Em todos, veja bem, em todos, eles matam. Na imensa maioria, simplesmente matam usando diversos métodos, um mais cruel que o outro. Quando não o fazem abertamente, usam a calada da noite, usam local diferente, matam antes que chegue no CCZ, matam lentamente ao deixar juntos doentes e sadios. Nos raros canis de cidades onde os protetores tem feito trabalho incansável para melhora do canil, continuam matando os chamados mordedores e os de grande porte, ou os que chegam muito doentes. Se ainda não matassem, os melhores CCZ são uma prisão medieval, com celas pequenas e baias superlotadas. Estão todos abarrotados. Em uns poucos existem programas pró-ativos para adoções, mas não conseguem aliviar a superlotação. Todos os abrigos independentes estão lotados. O que fazer?
Se continuarmos nossa luta focando em melhorias no CCZ, ou mutirões de castração isolados, estaremos dando aspirina para paciente com pneumonia. Temos que ir à raiz do abandono.
Até agora não tínhamos um instrumento que de maneira clara e objetiva pudesse ser usado para nossas lutas. Quanta luta já encaramos para aumentar as castrações nos CCZ, quanto mutirões de todos os tipos...quantas milhares de horas em programas de conscientização!! Infelizmente sem conseguirmos avançar de maneira eficaz na base do abandono, que é alta natalidade.


Agora temos um instrumento - O projeto "Postos veterinários de proteção aos animais" resolve definitivamente o abandono. Por favor, leiam, analisem, estudem, divulguem.
O controle pré e pós execução do projeto, permite o controle eficaz, matemático do número de animais abandonados, através das esterilizações de controle, posteriores, executadas pelos postos veterinários de proteção aos animais, previstos no projeto.
Os protetores que se inclinarem por convencer os prefeitos a executar apenas as "castrações iniciais de ajuste", sem a implantação dos postos veterinários, cometerão erro de avaliação fatal. É verdade que é mais fácil conseguir apenas as esterilizações, mantendo o canil do CCZ intacto. Em poucos anos o abandono estará de volta. Os CCZ não irão se preocupar, pela própria essência deles em dar continuidade ao controle eficaz. Será necessário acompanhamento eficiente se queremos solucionar o abandono, razão de ser dos "postos veterinários de proteção aos animais" um para cada grupo de 25 mil habitantes. A mudança começa pelo nome, a filosofia é outra. (vide projeto). Os postos além de fazerem o controle eficiente da redução do abandono, farão cada um mais de 2 mil atendimentos clínicos / ano, gratuitos, hoje praticamente inexistentes nos CCZs. Serão os catalisadores de inúmeros programas de proteção animal, de iniciativa própria ou dos protetores da região.
Minha humilde opinião é que todos nós devemos centrar foco, energias e lutas para este projeto, para que nossos netos protetores não continuem chorando pelos abandonados.
 a luta continua..
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Grupo para discussões sobre o projeto 'Postos veterinários" 
Clique aqui para cadastrar-se protetores_do_brasil

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Justiça obriga prefeitura a reformar abrigo independente.

Daniela Xu, Jornal Pioneiro

Justiça sentencia prefeitura a revitalizar abrigo de animais em Caxias do Sul

  
x ADRIANO DUARTE - adriano.duarte@pioneiro.com
04.06.2010 - O município foi condenado pela Justiça a reformar a chácara da Soama e oferecer melhores condições para os 1,8 mil cães e gatos abrigados na entidade. Chamada de favela de cães por jornalistas ingleses, a chácara entrou em colapso pela falta de estrutura e de recursos financeiros. A sentença da juíza Maria Aline Fonseca Bruttomesso, tornada pública ontem, julga procedente a ação civil pública movida pelo Ministério Público (MP) ainda em 2008. O município pode recorrer, uma vez que a decisão é de primeira instância.

Além de a Justiça exigir melhorias na infraestrutura, o município terá de pagar uma indenização pelos danos ambientais. Um inquérito civil instaurado pela promotora de Justiça Janaína De Carli dos Santos apontou contaminação da água e do solo provocada pelos dejetos dos animais e pela ausência de um sistema de tratamento do esgoto. O valor da indenização, a ser repassada ao Fundo Estadual do Meio Ambiente, será calculado em liquidação de sentença.

A condenação foi comemorada pela Soama. A entidade virou destaque internacional depois que agência de notícias Reuters publicou uma reportagem sobre a degradação da chácara no dia 20 de maio.

— Estamos muito contentes com a decisão. Espero que isso nos ajude a melhorar a situação dos cães e gatos que foram abandonados pelas pessoas — comemora a diretora de marketing da Soama, Natasha Valenti.

Durante o trâmite da ação, a procuradoria-geral do município tentou alegar que a responsabilidade pela manutenção e recuperação da chácara era de competência exclusiva da entidade. A prefeitura se eximiu da responsabilidade justificando o repasse mensal de R$ 25 mil à Soama por meio de um convênio, valores considerados insuficientes para manter a chácara.

A juíza, porém, entendeu que é dever moral do poder público a preservação do meio ambiente como forma de garantir a sustentabilidade social, o que inclui um melhor tratamento para os animais. Na sentença, a magistrada destaca que o município deixou de fiscalizar a chácara, apesar de ser responsabilidade a prevenção de danos ambientais.

Maria Aline ainda determina que as reformas sejam feitas em caráter de urgência, pois a situação representa risco à saúde pública. A diretoria da Soama pretende se reunir na próxima semana com representantes da prefeitura e do MP para encontrar uma solução a curto prazo.  


A promotora de Justiça Janaína De Carli dos Santos diz que a ação civil pública foi o único meio que restou ao Ministério Público (MP) para amenizar a degradação da chácara da Soama. Ela lembra que houve várias tentativas com a prefeitura e a Soama para solucionar o problema amigavelmente, o que não ocorreu. Janaína ingressou com a ação em janeiro de 2008, embasada por denúncias de vizinhos da chácara e por integrantes da entidade que reclamavam da contaminação das águas, do forte odor e de maus-tratos aos animais. 
                                                                            ###

Vcs se lembram do caso de ILHABELA - S.P., em que o Juiz deu ganho de causa a um abrigo de animais e determinou que a Prefeitura construisse um novo abrigo e doasse
ração para eles ?
Agora, em Caxias do Sul, temos outro exemplo de decisão Judicial, favorável aos animais, quando  reconhece através de ação movida pelo Ministério Público, o DEVER do Estado, determinado pela Constituição Federal, em cuidar de nossa Fauna e de nossa Flora.
Por isso, quem tiver abrigo e estiver com dificuldades,deve entrar com ação no Ministério
Público pedindo ajuda ou ressarcimento ao Estado.
Pode procurar esclarecimentos na Justiça Gratuita. 
ATUALMENTE A PREFEITURA DE CAXIAS DE SUL, CASTRA E CHIPA ANIMAIS DE RUA. 700 castrações mensais são patrocinadas pela Prefeitura de Caxias do Sul, que ainda repassa 25 mil mensais p a ONG SOAMA, além de ter cedido um local p abrigar os cães.

 Ano passado, foram castrados 5.479 caninos e 4.643 felinos.”
Com a interferência do Ministério Público, é possivel , sim !!!

Beth Ribas



As exigências do MP

:. Recuperação dos danos ambientais.

:. Revitalização da chácara: a própria prefeitura apresentou ao Ministério Público em 2005 um projeto de revitalização, com previsão de construção de canis e de um sistema de tratamento de efluentes, mas nunca executou a proposta.

:. Medidas paliativas: o MP determina que a prefeitura tome medidas paliativas para reduzir o dano ambiental na chácara, enquanto o projeto de revitalização não fica pronto.

:. Verba reservada para a revitalização: o MP pede que a prefeitura preveja no orçamento recurso para executar as mudanças na chácara da Soama. A promotoria pede que seja reservado pelo menos um terço do valor do projeto.

:. Programa de castração: a ação determina que a prefeitura coloque em prática,  um projeto de castração a ser executado em bairros, principalmente de periferia, onde o número de cães e gatos soltos é grande. A secretária municipal da Saúde, Maria do Rosário Antoniazzi, ressalta que esse projeto já é executado pelo município e vem sendo aumentado gradativamente.
 

Fonte: Jornal Pioneiro - Grupo RBS



Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

Resgatei um gatinho bebê - O que devo fazer?

Criando Gatinhos Órfãos
 Resgatei um gatinho bebê - O que devo fazer?

Infelizmente a crueldade em tirar da mãe filhotes muito pequenos, bebês incapazes de sobreviver sozinhos, é coisa comum de acontecer. 
Por incrível que pareça, alguns humanos acham "uma maldade castrar seus animais", mas não vêem maldade em abandonar à própria sorte ou até mesmo sacrificar, filhotes que não desejam.

 
Por isso tantas pessoas encontram bebês gatos nas ruas. 
Se isso acontecer, antes de tudo, não entre em pânico.  
Se você dispõe de paciência, tempo, amor e determinação, você está apto a realizar esta trabalhosa tarefa. E acredite, a recompensa pelo trabalho no final é imensa. É trabalhoso sim, mas o período mais difícil, os trinta dias iniciais de vida, é bem curto.



Passei por essa experiência antes de ser Veterinária. Por isso acho que conheço os dois lados do problema. Hoje existem produtos no mercado, como leite em pó para gatinhos e mamadeiras próprias, que facilitam bem a tarefa, coisa que na época não havia. Era na base do improviso.  
Em março de 1986, encontrei 3 gatinhos, irmãos de ninhada, abandonados na rua dentro de um saco de papel. Acredito que tinham por volta de 15 dias.


Foi muito trabalhoso, mas como recompensa ganhei o amor incondicional de meus "filhos gatos" – Tara Elvis, Sheeba e Docinho.
Eles já não estão mais entre nós, fisicamente.  Docinho se foi com 11 anos. Tara e Sheeba com 15.  O amor, lealdade e companheirismo são inesquecíveis e continuam comigo eternamente. Por isso digo que vale a pena! 



Se você encontrou um bebê gato, a primeira coisa a fazer é levá-lo a um veterinário assim que for possível. Ele irá examiná-lo, ver seu estado de saúde, calcular sua idade e orientar você a respeito dos cuidados, vacinas, etc. Se notar que o gatinho está muito desidratado,  não responde a estímulos, debilitado por não se alimentar há muito tempo, você pode dar  Pedialyte sem sabor, que se compra em qualquer farmácia, ou passar glicose de milho (Karo) na sua gengiva para elevar o nível de açúcar no sangue. Com isso você ganhará um tempo precioso para conseguir chegar ao veterinário mais próximo. 
 
Se você já tiver outros gatos em casa, o gatinho deverá ficar de quarentena. Isso evitará que  ele passe, caso tenha, alguma doença para os gatos já existentes. A separação também evitará acidentes, já que ele é pequeno e indefeso. Os mais velhos podem considerá-lo uma ameaça, um estranho que invadiu seu território. É necessário um tempo de exposição lento e gradual, sob supervisão, para que se acostumem uns aos outros. Mas não nessa fase do pequeno. 
Providencie uma caixa de papelão forte. Se estiver em época de frio, forre com bastante jornal, toalhas velhas e macias, cobertores velhos, etc. para deixá-lo aquecido. Isso é muito importante. O frio pode matar um filhote em pouco tempo. Se no lugar onde você mora faz muito frio, será necessário algum tipo de aquecimento, como uma bolsa de água quente colocada debaixo de toalhas. Mas por favor  CUIDADO, não é para assar os pequenos, mas sim aquecê-los. Cuidado com a temperatura. Calor em excesso também pode ser fatal.


A caixa dos gatinhos deve ficar em local protegido de correntes de ar, calmo e com pouco barulho. Você pode colocar uma tolha por cima da caixa, deixando, é claro, uma abertura para a passagem e renovação de ar. A toalha manterá a caixa aquecida e no escuro, ajudando os pequenos a dormir.Se você tiver algum bichinho de pelúcia ou algodão, lavável, pode colocá-lo na caixa. Assim eles terão a sensação de estarem com a mãe e ficarão mais tranqüilos.  
Procure num bom Pet Shop por leite em pó específico para gatos e mamadeira. Em caso de emergência, até conseguir comprar o necessário, você pode improvisar com conta-gotas ou mesmo pequenas mamadeiras para bebês (chucas) tomarem chá ou remédio. Use leite para bebês, como o Nanon ou mesmo leite de vaca, mas isso por muito pouco tempo, já que esses tipos de leite causam diarréia. Se onde você está não existe leite para gatinhos, você pode utilizar uma receita especial de sucedâneo:
Receita do Sucedâneo:  
1 litro de leite Integral
2 gemas
2 colheres de sopa de creme de leite
1 colher sopa de açúcar
1 pitada de sal  
Modo de Preparo: Bata as gemas, acrescente o leite e coloque a ferver.
Quando estiver fervendo, coloque os demais ingredientes. Deixe esfriar.
Dar a mamadeira a filhotes tão pequenos pode ser um grande desafio. Mas tenha calma e paciência. É tudo uma questão de tempo, prática e adequação para ambas as partes.


O importante é que o filhote se sinta estimulado a mamar. No início não vai ser fácil, já que ele não irá reconhecer naquela coisa de borracha as tetas de sua mãe. Mas a fome e o instinto de sobrevivência sempre falam mais alto. Para que ele não desista de sugar o bico da mamadeira, o tamanho do furo é muito importante. Se for muito pequeno ele se cansará logo e desistirá de mamar. Mas também não pode ser tão grande que ele se engasgue. Se o gatinho se recusar a mamar, tente mudar a posição da mamadeira, do bico na boca, mude a posição do gatinho, até descobrir a forma que dá mais certo. A minha Docinho só mamava de barriga pra cima, em qualquer outra posição ela se recusava a mamar.
Se depois de tudo, ele continuar a se recusar, procure a ajuda de um veterinário.


Fique atenta à quantidade que o gatinho mama e se perde peso. Eles devem mamar com intervalos regulares, que vão se espaçando a medida que crescem. Com 4 semanas, época do desmame, eles mamam apenas 2 vezes ao dia, já que comem papinha além da mamadeira.
Com 3 semanas você pode iniciar o processo de desmame. Geralmente não é difícil e os pequenos gostam de experimentar novos sabores. Acrescente ao leite, um pouco de sopa de bebê, batida no liquidificador. Your browser may not support display of this image.
Essa sopa é feita com legumes variados, carne branca de frango, um cereal (arroz, aveia, ou outro), um pouquinho de sal. Deixar cozinhar bem e depois de frio bater no liquidificador até ficar homogêneo. Ofereça morna. Com 4 semanas ofereça a sopinha num pires, em pouca quantidade. Eles vão se sujar, mas estão aprendendo a comer sozinhos, e isso é ótimo pra você! Após a festa, limpe-os com pano úmido em água morna, seque-os bem para que não sintam frio. 
                     
Outro ponto importante é a higiene. Você certamente não irá gostar, mas terá que substituir a mãe nessa tarefa também. Quando muito pequenos, os gatinhos só evacuam e urinam quando estimulados pelas lambidas da mãe, quando esta os lava após as mamadas. Calma, você não precisa lambê-los! Um algodão embebido em um pouquinho de água filtrada  morna já faz o serviço. Aproveite para limpá-los de resíduos de leite, fezes e urina, para que o local onde dormem e passam todo o tempo esteja sempre limpinho. Troque regularmente toalhas, jornais, etc.
Até abrirem os olhos, por volta de 10 dias, os gatinhos costumam produzir poucas fezes. Mas se não fizerem nada por mais do que dois dias, procure a ajuda do veterinário.


Com 3 semanas de idade, você pode fazer aos pequenos a primeira apresentação a uma caixa sanitária. Utilize uma caixa baixa e pequena, coloque um pouco de granulado sanitário e deixe que explorem a caixa. Se puder coloque um pouquinho das  "necessidades" na caixa, isso irá ajudar na aprendizagem. O instinto de enterrar na areia é natural e não precisa ser ensinado.


O período de 2 a 7 semanas é muito importante para a socialização. O contato positivo com humanos diferentes nessa fase fará com que o gato cresça amistoso. 


Boa Sorte...


Julie gataemia@gmail.com
fonte -  http://www.becodosgatos.com.br/

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)


quarta-feira, 18 de maio de 2011

CQC Proteste Já - Assassinatos de animais CCZ Embu Guaçu SP


Oscar Filho vai até Embu Guaçu averiguar uma denúncia de maltrato a animais.
Segundo os delatores, cachorros estariam sendo sacrificados desnecessariamente.



Peço a ajuda dos protestores no sentido do envio de mensagens às autoridades de Embu-Guaçu cobrando providências com relação às denúncias feitas pelo programa CQC sobre eutanásia de cães sadios e maus tratos a animais, atos que, segundo a reportagem, são praticados pela secretaria de saúde de Embu-Guaçu. Para quem desconhece o teor da matéria há link no meu site na página dia-a-dia nas datas 18 e 10 de Maio de 2011.
Abaixo, relação dos e-mail's dos vereadores e também o site da Prefeitura para envio de mensagem pelo faleconosco.
Desde já, obrigado.
José Jantália
camaraembuguacu@uol.com.br
vereadormanoel@uol.com.br
vereadoralexandre@uol.com.br
vereador.rainha@gmail.com
Vereadorbacelar@uol.com.br
vereadorduda@uol.com.br
vereadorgamba@uol.com.br
vereadorjoseraimundo@uol.com.br
vereadorduda@uol.com.br
vereadoralidia@uol.com.br
vereadorluciano@uol.com.br
manecorretor@uol.com.br
vereadorjoseraimundo@uol.com.br
miropsdb@terra.com.br






site prefeitura 

www.embuguacu.sp.gov.br

José Franson - Isto acontece em todos os canis municipais do CCZ, em maior ou
menor instensidade. A crueldade destes campos de concentração medievais e
ultrapassados é descomunal. Vamos lutar com todas nossas forças para fechar
imediatamente todos os canis municipais de CCZ em todo Brasil. Existe solução
viável e mais barato para os municípios, que evita os aprisionamentos e


Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

terça-feira, 17 de maio de 2011

Resgatado e vencedor - Nunca desista de um animal

[marcelo.jpg]


"Os animais humanos, enquanto coletivo não devem ser estimulados ou ter facilidades para manter em sua companhia outros animais. Não evoluiu o suficiente para entender que ele não é o senhor dos viventes. Vamos fazer de tudo para diminuir a natalidade de cães e gatos, para que não estejam facilmente disponíveis."
Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Cão agressivo é culpa do dono

Estudo identifica que agressividade do cão é culpa do dono



O modo como se dá a relação com o ser humano é um importante fator para situações de frustração, medo, agressão e ansiedade em cães.

No estudo, “Relação homem-animal e bem-estar do cão domiciliado”, Sheila Ferreira e Ivan Sampaio, pesquisadores da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, alertam que estas emoções podem comprometer o bem-estar do animal, o que acaba colocando em risco o bem-estar da família que o acolhe também.

Segundo o estudo, publicado no vol. 15 da revista Archives of Veterinary Science, o bem-estar do animal depende, entre muitos fatores, de uma relação homem-animal satisfatória. “Um animal que experimenta bem-estar provavelmente vive em um ambiente onde as pessoas lhe proporcionam saúde física e mental”, resumem.

A determinação de um comportamento agressivo, por exemplo, não depende, segundo a pesquisa, exclusivamente da raça, se ela é agressiva ou mansa, mas principalmente, do modo como o cão é criado e treinado. “Independente da causa que levou o cão a apresentar uma agressividade despropositada, os proprietários serão sempre os responsáveis pelos atos de seus animais e não o contrário”, argumentam.

De um modo geral, os autores dizem que o cão possuidor de bem-estar adequado seria um animal com ‘condição corporal ideal’, ‘manso’ e ‘tranquilo’.

No estudo, realizado em 60 residências, com um cão em cada uma, os pesquisadores verificaram que 83,3% dos cães eram ‘mansos’, 90% eram ‘tranquilos’ e 56,6% apresentavam uma boa ‘condição corporal’.

Porém, apenas 43,3% (menos da metade) apresentavam simultaneamente as três características, ou seja, experimentavam bem-estar adequado.

Segundo eles, o estado de intranquilidade, caracterizado por ansiedade, excitabilidade e constante atividade é considerado um comportamento anormal, um sinal de alarme, que revela um desequilíbrio entre o animal e seu ambiente. “Geralmente, este estado está associado ao não atendimento de alguma necessidade do animal, seja ela de interação, atividade física ou exploração de ambientes”, alertam.
Fonte Aquidauana news

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

domingo, 15 de maio de 2011

UEM Maringá PR Universidade cria cães para matar

Se estamos em GUERRA, é hora de LUTARMOS contra a utilização cruel e
constatada de beagles em "pesquisas" na UEM - Univerdade estadual de Maringá  PR ,universidade de segundo escalão, que se prefere manter na ignorância dos métodos alternativos de ensino e pesquisa, e continua a praticar e endossar experiências criminosas em suas instalações.

Além de manter um biotério, onde cães são procriados com vistas à vivissecção e experimentação e, em
última análise, à morte... lenta e dolorosa.

Hoje foi criada uma petição internacional em apoio de nossas demanda, contra a criação e uso de beagles nas diferentes universidades brasileiras, UEM incluída. Vamos todos assinar e divulgar esta petição, que certamente contará com forte apoio internacional... Ela dispensa a inserção de números de documentos pessoais, o que deve ampliar bastante a captura de assinaturas.

http://www.thepetitionsite.com/6/we-demand-the-end-of-beagle-breeding-vivissection-and-cruel-animal-experiments-in-brazilian/

A petição original já foi fechada e enviada às autoridades.
Entretanto, até aqui, NADA aconteceu!!!!! Até AGORA, pelo menos.
#
Enviar mensagens DIÁRIAS para Reitoria da UEM (Universidade Estadual de Maringá), Ministério público, Procuradoria Geral, Comissão da OAB do Paraná:

reitoria@uem.br,gabinete@mp.pr.gov.br,jlbtourinho@mp.pr.gov.br,comissoes@oabpr.org.br

com cópia visível para:
tramari@odiariomaringa.com.br, veja@abril.com.br,
cadeiaparaquemmaltrataosanimais@hotmail.com


link para a tal Faculdade, especificamente para um formulário de contato do reitor.
Já mandei minha mensagem!


Títulos sugeridos: a critério de cada um, de preferência diferentes a cada dia, com vistas a dificultar o bloqueio de nossas mensagens DIÁRIAS. Sugiro o emprego de expressões tais como: atraso e ilegalidade, ciência de segunda categoria, falta de ética, etc, ou, alternativamente, para quem não quiser escolher, "contra a utilização de beagles para experimentação e vivissecção na UEM".

Sugestão de mensagem: 

Prezado Reitor Júlio Santiago Prestes Filho,
Prezado Promotor José Lafaiete Barbosa Tourinho
Prezado Procurador Geral de Justiça Sr. Olympio de Sá Sotto Maior Neto

Fiquei extremamente consternado (a) ao saber que a Universidade Estadual de Maringá está realizando experimentos extremamente dolorosos com cães da raça Beagle no departamento de Odontologia.
Sabemos que nos experimentos "científicos" inúmeros animais são queimadas, passam fome, frio, são envenenados, mutilados, torturados e mortos em seus laboratórios.

 Estes são procedimentos cruéis, abomináveis, medievais, criminosos e anti-éticos em todos os sentidos.

E mais: que a instituição possui um biotério, onde cães da raça beagle são reproduzidos exclusivamente com a finalidade de sua posterior utilização em práticas vivissecionistas e experimentais, e morte posterior, depois de inúmeros procedimentos de tremenda crueldade e sofrimento para os animais. Ignoro atualmente se estas mesmas "experiências" vem ocorrendo em outras faculdades do Campus da universidade envolvida, caso para o qual peço igualmente  investigação e providências.

Atenciosamente,

(seu nome)

........................................................................................................................
Em qualquer região existe a crueldade animal, mas é inadmissível que escolas de formação profissional ainda se prevaleçam dessas técnicas para justificarem metódos de aprendizagem.
Precisamos de leis que coibam com penalidades severas qualquer uso de animais tanto para diversão (rodeios por exemplo), em faculdades ou Universidades de medicina, ou em experimentos científicos ou como cobaias em indústrias de comésticos; e de serem mortos para apetrechos em vestimentas.
Iara Paladino
Peruibe/SP
..........................................................................................................................
Scheyla de Oliveira Estêves Bittencourt
scheyladeoliveira@gmail.com


terça-feira, 10 de maio de 2011

Para que serve o CCZ - Exemplo de Campinas SP

CCZ CAMPINAS EM GREVE - Para que serve o CCZ/Campinas?

prisioneiros no CCZ Campinas Sp
09/05/2011
Hoje os funcionários do Centro de Controle de Zoonoses de Campinas estão paralisados, reivindicando desde questões salariais, até reparos na estrutura do prédio. Lamentavelmente, o CCZ de Campinas omite-se sempre, até que a situação chegue ao seu limite. Anos atras foi a mesma coisa, só mediante uma greve de funcionários e a enorme ajuda de associações e ongs retirando os animais maltratados, é que o referido órgão tomou algumas providencias. Mas não foram duradouras, tudo voltou a ser como antes: animais enjaulados em número excessivo, muito mal cuidados, animais desaparecendo sem que se saiba (ou se divulgue) o motivo, cavalos roubados, e centenas de cidadãos precisando dos serviços mínimos, como recolhimento de animais atropelados, e ouvindo a mesma resposta: não fazemos este serviço! o que fazem afinal? não controlam a dengue, não atendem bem a população, não se envolvem na área do bem-estar animal, não realizam programas de castração e educação, não realizam feiras de doação. Bem, para fazer justiça devemos reconhecer que o centro de Controle de Zoonoses de Campinas coloca chip em cães, a pedido de concessionárias de rodovias, castra cães a pedido do aeroporto de Viracopos e mata capivaras em final de semana, a pedido de um Secretário de Saúde insano. É uma pena, pois destes serviços o contribuinte, cidadão comum, não está precisando.

Prisioneiros do CCZ de Campinas Sp
Marisa Nunes Galvão
Equipe GAAR
Rosana,Cláudia, Lucia, Marcela, Marisa, Marta, Sonia e Susana
GAAR - Grupo de Apoio ao Animal de Rua - Campinas-SP
www.gaarcampinas.org
www.sitiodaaninha.org
www.adoteumgatoemcampinas.com
De luto pelo massacre cruel e desnecessário das capivaras do Lago do Café
 
Membro do CMPDA - Conselho Municipal de Proteção e Defesa Animal
cmpda@hotmail.com
Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo) 

sábado, 7 de maio de 2011

Aos protetores que perdem amigos todos os dias.

Aos protetores que perdem amigos todos os dias.  

Ao lado do condomínio que eu moro, tem um terreno que as pessoas insistem em dizer que está vazio. Em verdade, ele não está vazio. Vejo muitos animais ali, que aproveitam a frondosa sombra de três arvores de "jambo", uma frutinha roxa que mancha a língua de azul e da um aspecto engraçado aos dentes... Sempre admirei essas árvores, elas são realmente bonitas. Algumas vezes até, as visitei, apenas para ficar embaixo de suas sombras e observar os pássaros, que comiam tranquilamente as frutinhas.

Hoje, o mato está bem alto... tem chovido muito aqui. Justamente para falar sobre alguém que chegou junto com uma chuva, aqui estou eu, debruçada sobre esse teclado. Choveu mais de uma semana seguida e eu sempre me pego pensando: e os animais que não têm lugar pra ficar e recebem toda essa chuva e frio? Quando estou sob minhas cobertas quentes, realmente penso neles...!

No sábado passado (hoje faz exatamente 8 dias), estávamos chegando do centro e na porta havia uma pequenina criatura, arrasada, amedrontada: era uma gatinha, que de tão magra, temi por algumas vezes quebrar seus ossinhos. Desci do carro para olhá-la e ela veio miando pra mim, caminhando como podia. Estava imunda, num estado lamentável... Sob protestos de meu marido, a recolhi. Como eu poderia comer, dormir, tendo isso na consciência... A negação a ajudar uma pequena gata, que sabe Deus como viera parar ali...

Logo que dei seu primeiro banho, dei-lhe comida e água limpa. Percebi que iria novamente travar uma batalha com a morte... não era a primeira vez que eu ia tentar retirar um animal da morte certa. Ela estava muito frágil, eu pedi ajuda para ela a uma amiga e consegui algum medicamento... Passou-se um dia, dois... E todos os dias eram um ritual: Limpar o lugarzinho dela, retirar os panos que ela tinha sujado com a diarréia, trocar por panos novos, mas cuidar de passar ferro neles para que eles estivessem numa temperatura amena para a pequena. Fazer o soro caseiro e preparar uma coisa que me ensinaram a fazer com o arroz pra ela. Depois de limpa e alimentada, eu a prendia na cintura, embalada como um bebê índio. Se eu não ficasse com ela, ela chorava muito.

Mas ontem, eu percebi que apesar de meus parcos esforços, a minha querida não iria sobreviver. Ela não quis comer, forcei-lhe uma sopinha que eu preparei pra ela, batida no liquidificador... Dei-lhe o soro... mas eu sabia: a minha nova e pequenina amiga estava me deixando. Ontem à noite fiquei o máximo que pude a ela, dizendo-lhe palavras carinhosas: Que ela era linda, era uma princesa e que tudo ia ficar muito bem. Que tinha sido um prazer tê-la encontrado ali na porta...

Eu me tornei uma pessoa melhor nesses dias. Dizia-lhe que eu não era a sua mãe, mas que ela me permitisse ocupar esse lugar, por que eu queria muito que ela vivesse e teria o maior prazer em acordar mais cedo para limpá-la e alimentá-la antes de ir trabalhar. Que seria um prazer chegar pra almoçar e primeiro dar de comer a ela. Que a noite eu me sentiria muito feliz se ela quisesse continuar comigo, amarrada na minha cintura, dormindo, tranqüila.

Mas eu sabia, ela estava sentindo muitas dores, o remédio não fazia efeito. Por fim consegui fazê-la dormir, mais de 3 da manhã e ela não foi dormir no seu lugarzinho no outro quarto. Ela dormiu ao lado da minha cama: eu depositei a mão sobre o corpinho dela, para ela ver que eu não iria deixá-la morrer sozinha. , disse-lhe eu.

Às 6 da manhã, acordo com os gritos dela. Definitivamente, ela estava indo. Limpei-a devagar, sorri-lhe e disse-lhe que estava tudo bem, que Deus iria curá-la em outro plano. Mais tranqüila, ela voltou a cochilar e eu também. Acordei as sete, com ela miando, morrendo. Aos prantos, sentei-me na cama e segurei-a como a um bebê. Eu nunca vou me conformar em ver esses animais, seres indefesos, sendo vítimas da maldade dos homens. Embalei-a e vi que o sol estava saindo...

Então lembrei que em algum lugar e u li que o sol era Jesus Cristo. Era uma bonita analogia e ela estava muito fria. Deitei-a de forma que ela pudesse sentir o calor do sol no seu rostinho muito magro.

De olhos vidrados, ela morreu instante depois. Chorei muito e então resolvi que ela merecia dormir num lugar bonito. Ajeitei-a num pano preto e arranquei de um arranjo, uma flor branca. Com uma pequena pá de jardim, adentrei o mato ao lado do condomínio. Estava um dia lindo, lá estava cheio de pássaros cantando. As arvores pareciam criar ali uma egrégora diferente do resto do lugar. Cavei e depositei-a ali, aos pés da árvore enorme.

Eu vou sempre se lembrar de você, minha querida.

Agora quando eu olhar para as árvores aqui do lado, não hoje, não amanhã, mas um dia meu coração voltará a ver o lugar como um lugar bonito. Hoje, vejo-o apenas como um lugar onde uma amiguinha que me deu sua graça por oito dias, está. Fiquei órfã de filha.

Descansa em paz. Renasça. Quero vê-la feliz. Quero sentir que te ajudei de alguma forma.


Para os protetores que perdem amigos todos os dias.

Scheyla de Oliveira Esteves Bittencourt

Conheça o Projeto Malu - Em prol dos animais deficientes

www.projetomalu.blogspot.com

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Cuidado ao doar um cão de raça

Informações importantíssimas sobre adoção de cães de raça
Este email circulou na internet -
Amigos(as), Bom dia!
 Como alguns já sabem, estou de mudança de casa e infelizmente não tenho condições de levar meu cachorro, o Slinky. Ele é um Beagle Tricolor (com 03 cores) com 03 anos. É um cachorro muito dócio.   Estou a procura de pessoas de boa fé, interessadas em uma ótima companhia, para doar esse cãozinho. Em anexo tenho algumas fotos (tiradas em celular), mas se houver interesse, posso tirar outras.  Me comprometo a levá-lo a sua nova casa.  O Slinky possuí Pedigree (Canil Von Driels) e todas as vacinas. Sempre foi tratado com ração. Ele não foi castrado e pode ser um reprodutor. Também não achamos necessário treiná-lo, devido ele ser obediente (+ ou – rs). Convive com crianças (meus filhos) desde que nasceu.  Peço que repasse esse e-mail para amigos e parentes que gostem de animais e que por ventura, tenham algum interesse.  Caso haja algum interessado, entre em contato comigo no telefone (...)  Obrigado a todos!

Super Nanny Dogs responde -

Os cães não entendem o abandono!!! Pena...Ele vai sofrer muito...Assista o filme "Sempre ao seu lado" e entenda o que é o amor para um animal!!! É tudo!!! Somos a razão de suas vidas... Seus pais!!! Nos vêem assim!

Reabilito cães que donos morreram e que foram abandonados e eles NUNCA SUPERAM a falta da sua família!!! As pessoas!!! Médicos, Obstetras, Pediatras e pessoas que não gostam de cães e gatos e no caso são noivos, esposas, maridos e etc... Acabam por sentenciarem cães e gatos à morte por tristeza literalmente... Param de comer e definham...

Pessoas a cada dia abrem mão de seus animais por relacionamentos e mudanças de padrão de vida e casa... Quem ama seus animais dá sempre um jeito... Tem lei que permite e advogados conseguem... Ir para um apto com um cão gigante se der qualidade de vida a ele... Ele não dará trabalho e vai se adaptar... Afinal eles só querem estar com a gente!

Faço cães babás toda semana, veja a matéria do programa Eliana SBT em 3 Abril quadro "Conversa de mãe" mostrei os comandos meu cão e a Valentina uma bebê e resolvo latidos e todos os tipos de problemas em 4 hs...Com dedicação dos donos, comida como recompensa, brinquedos e carinho...


REPENSE ESSA ADOÇÃO ANTES DE MAIS NADA OU ENTREGUE A ALGUM PROTETOR que CASTRE o SLINK ...

Estamos indignados com esse e-mail pelo que vemos diariamente...Quem sabe vc nos entenda!

Criadores mercenários e as pessoas inescrupulosas preferem fazer de animais de raça fábricas de filhotes do que trabalhar... Tentam adotar nossos protegidos e quando falamos é castrado desistem... Afinal filhotes devem ser castrados antes de vendidos e é lei!!!

Nesse caso usam Beagles para procriar e entregá-los para empresas e servirem de experimentos!!! Isso acontece no mundo todo e no BRASIL TAMBÉM!!!

Existe um comércio macabro com esses pobres cães pelo seu temperamento dócil!!!! Cuidado com o que ofereceram pela internet e cuidado para quem esse anjo pode ser doado!!!

Por favor a cada dia me surpreendo e acho que as pessoas não sabem o que acontece e o que nós protetores vemos a cada dia nas ruas... CCZs, Abrigos, praças, casas de donos, estradas e marginais... Onde pasmem animais de RAÇA e que foram comprados por até R$10.000 acabam descartados por terem doenças de consangüinidade, fazerem xixis errados, comerem paredes, por gravidez, soltarem pelos, e por aí vai a imaginação das pessoas...Acabam parando em sítios doados e adotados são centenas dos milhares adotados são estuprados, esfolados vivos, esfaqueados, baleados, enterrados, vivos, torturados com cigarros, cegados e posso aqui enviar  dezenas de e-mails com fotos e etc... Que recebo nos meus mais de 220 e-mails diários de pedidos de socorro!!! Tem dias que não durmo... protetores idem... Nossa realidade é difícil, cruel e mórbida!

Aqui página no Yahoo na busca que fiz agora BEAGLES TORTURADOS EM EXPERIMENTOS VIVISECÇÃO em meu site falo disso

Só mais uma coisa!!! Em minha rotina já reabilitei uma cocker que foi devolvida ao abrigo, pasmem, 15 VEZES, labrador estabanado... devolvido 7 vezes, schnauser latia e mordia... 8 vezes!!!! York abandonado na Paulista com caminha, vasilhas, roupas, coleira e um saco de ração num poste na esquina Teixeira da Silva uma madrugada fria de Setembro e era bravinho!!!!

Todos estão felizes com adotantes do bem e superaram as perdas!!! Tantos outros não têm a chance e pessoas que me contratem para ajudar e eles ficarem!!! E quando entro na parada ficam... Vejam no site gatoverde alguns depoimentos de protetores que ajudei...

Por isso faço o que faço para ajudar animais! E por nada nessa vida deixaria para trás meu Billy e meus dois gatos... E dezenas de carroceiros que ajudo e passam fome com seus cães idem!!!

Repense isso nada nem ninguém vale se desfazer de um animal... Marido, namorado, mãe, filho... Te troca... Um animal NUNCA! Te ama como vc é... Bonito, feio, burro, inteligente, pobre, rico, fedido ou cheiroso... Eles te amam como vc é!!!  Estão conosco sempre nas horas boas e ruins...

São milhares de animais doados... Muito triste!

"SEGREDOS DO PEDIGREE"... ASSISTAM!!!...

Não contribua para “Fábricas de Filhotes”!

Não Compre um Amigo... Adote um Amigo!

Vídeos sobre o COMÉRCIO DE CÃES DE RAÇA e as Doenças que acometem os animais explorados pelos criadores...

Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=cpakSi010n4

Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=kPEBwOPszAA

Parte 3 - http://www.youtube.com/watch?v=LkFyLfkigD0

Parte 4 - http://www.youtube.com/watch?v=evE5ZXSEQ-M

Parte 5 - http://www.youtube.com/watch?v=2d4PFPB0sTQ&feature=related

Parte 6 - http://www.youtube.com/watch?v=JKujtBsTpLc

Parte 7 - http://www.youtube.com/watch?v=De16_tZQJns

Fonte: www.gatoverde.com.br­­_em Defesa dos Direitos dos Animais

Nós protetores sabemos o que acontece por trás desse comércio... Vamos ajudar os animais que não podem pedir socorro...


Super Nanny Dogs    supernannydogs.com.br    e youtube
11 97618350

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)